Provas e Exames – 2018/2019 + 2019/2020

Posted: 11/11/2018 by pr1979 in 1º Ciclo, 2º Ciclo, 3º Ciclo, Exames, Prova Final, Provas Aferição, Secundário
Tags: , , , , , , , , ,

A leitura da Carta de solicitação ao Instituto de Avaliação Educativa, I.P., n.º 1/2018 (disponível mais abaixo) permite perceber quais as disciplinas que vão estar sujeitas a Provas de Aferição neste e no próximo ano letivo.
.

Provas e Exames 2018/19 2019/20 Provas Aferição Provas Finais 9º ano 12º ano 11º ano Secundário Exames Finais Matemática

.
São ainda dadas orientações para a elaboração das Provas e Exames deste e do próximo ano letivo (Provas de Aferição, Provas Finais de 3.º Ciclo (9.º Ano) + Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário)…

Ao que tudo indica, neste ano letivo (2018/19), as Provas e Exames serão semelhantes aos do ano letivo passado.

“17 – As provas finais do ensino básico (II) e os exames finais nacionais (III) devem manter uma elevada semelhança conceptual e estrutural com as provas equivalentes de anos anteriores, exceto se forem justificados ajustamentos considerados pertinentes para melhorar as caraterísticas técnicas das provas e para promover uma maior validade dos seus resultados. As provas devem ainda manter um nível de complexidade equivalente ao observado em anos anteriores, permitindo, com as limitações decorrentes do seu carácter público, uma comparabilidade interanual de resultados, num quadro de análise que tem por referência uma série de médio prazo (5 anos).” 

No entanto, em 2018/19 há que ter em conta as Aprendizagens Essenciais nos Exames Finais Nacionais das disciplinas bienais, enquanto que nas Provas Finais de 9Ano e nos Exames Finais Nacionais das disciplinas trienais só serão tidas em conta em 2019/20.

(ver quadro da página 6 da Carta de solicitação –> link abaixo)




.
Carta de solicitação ao Instituto de Avaliação Educativa, I.P., n.º 1/2018:  ver  aqui   

Fonte: www.iave.pt

Comments
  1. Francisco Dias diz:

    No caso da matemática A, como os exames nacionais irão ter em conta o antigo programa, não valerá a pena os professores ensinarem o novo programa que é bem mais extenso e complexo que o anterior. Ao fim e ao cabo perde-se mais um ano letivo a manusearem-se nas salas de aula manuais escolares profundamente desadequados à preparação do exame.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.